CM-Gavião

Bem-vindo ao município de Gavião.
Bem-vindo ao município de Gavião.
O segredo mais bem guardado...
O segredo mais bem guardado...
Uma gastronomia única...
Uma gastronomia única...
Uma viagem sem fim...
Uma viagem sem fim...
Notícias em Destaque
Curso de Formação de Agentes (CFA) da Polícia de Segurança Pública

Curso de Formação de Agentes (CFA) da Polícia de Segurança Pública

1. Encontra-se aberto o procedimento concursal para constituição de reserva de recrutamento para a admissão ao Curso de Formação de Agentes (CFA) destinado ao ingresso na carreira de agentes da polícia da Polícia de Segurança Pública (PSP). As condições de acesso contam no Aviso n.º 2899/2024, de 6 de fevereiro, publicado em Diário da República e disponível AQUI 2. Este procedimento de recrutamento encontra-se aberto pelo prazo de 15 dias úteis, terminando às 23:h59 do dia 27 de fevereiro, terça-feira. 3. A candidatura é formalizada por intermédio do portal de recrutamento da PSP: https://recrutamento.psp.pt/ 4. Relembramos que, em 2022, algumas condições de acesso ao CFA foram alteradas, sendo as mais relevantes: i. A idade mínima para ingresso foi alterada para os 18 anos e, a idade máxima, 30 anos à data da abertura do concurso; ii. Na data de candidatura os proponentes poderão encontrar-se a frequentar o 12.º ano de escolaridade. Aos militares que tenham prestado serviço militar em regime de contrato, regime de contrato especial ou voluntariado, o tempo de serviço efetivo prestado é abatido à idade cronológica dos cidadãos, até ao limite de quatro anos (de harmonia com o artigo 36.º, Decreto-Lei nº 76/2018, de 11 de outubro); 5. Informação adicional encontra-se disponível no portal de recrutamento, separador Ajuda ou por intermédio do sítio da PSP (www.psp.pt). 6. Adicionalmente, os cidadãos interessados poderão ainda apresentar questões por intermédio da comunicação para concurso.cfa@psp.pt 7. A PSP promove ativamente uma política de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres, no acesso ao emprego e na progressão profissional. 8. Incentivamos todos os cidadãos que reúnam condições para o efeito e que desejem contribuir para uma sociedade mais segura, justa e inclusiva a apresentar a candidatura para integrar a PSP, independentemente da ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.
12 deFevereiro
Agência Portuguesa do Ambiente: Limpeza e desobstrução de cursos de água

Agência Portuguesa do Ambiente: Limpeza e desobstrução de cursos de água

EDITAL n.º 01/2024 – ARHTO A Agência Portuguesa do Ambiente I.P., através da Administração da Região Hidrográfica do Tejo e Oeste faz pública, por Edital datado de 09 de janeiro de 2024, a notificação dos proprietários ou possuidores de parcelas de leitos e margens de cursos de água não navegáveis nem flutuáveis, nas frentes particulares e fora dos aglomerados urbanos, para procederem à operação de limpeza e conservação dos mesmos, nos termos e para os efeitos do disposto na alínea a) do n.º 5 do artigo 33.º da Lei n.º 58/2005, de 29 de dezembro, na sua redação vigente – Lei da Água. A salvaguarda do equilíbrio ecológico e do bom funcionamento da rede hidrográfica, tem em consideração o princípio da corresponsabilização de todos os utilizadores e gestores dos recursos hídricos, através de medidas para conservação e reabilitação dos cursos de água, nomeadamente a sua limpeza e desobstrução, de modo a garantir as condições de escoamento dos caudais líquidos e sólidos em situações hidrológicas normais ou extremas. A beneficiação dos cursos de água, através da sua manutenção e dotação de vegetação típica das galerias ripícolas, em detrimento da vegetação exótica e invasora (a remover/controlar), assume-se como um fator de qualidade ambiental e paisagista, conferindo além de outras vantagens (recarga de aquíferos, redução da pegada ecológica, criação de corredores ecológicos, gestão das faixas de risco de inundações e de incêndios), valor económico acrescentado às propriedades. Não se verificando o cumprimento da obrigação referida, podem incorrer os proprietários na prática de uma contraordenação, nos termos do artigo 25.º da Lei n.º 50/2006, de 29 de agosto, republicada na Lei n.º 114/2015, de 28 de agosto – Lei Quadro das Contraordenações Ambientais, podendo-lhes ser imputados os custos das operações de limpeza levadas a cabo pela Agência Portuguesa do Ambiente, em sua substituição. Nestas condições, todos os proprietários ou arrendatários abrangidos por estas disposições, ficam notificados a procederem às referidas operações, de acordo com as orientações indicadas no Manual de Procedimentos para Limpeza de Cursos de Água, disponível na página da internet da APA, IP. em: https://apambiente.pt/sites/default/files/_SNIAMB_Agua/DRH/Licenciamento/UtilizacaoRH/Manual_LimpezaLA_Dez2014.pdf. O presente Edital vai ser afixado nos habituais locais de estilo. A Administradora Regional da ARH Tejo e Oeste Susana Fernandes (No uso das competências subdelegadas pelo Despacho n.º 7790/2022, publicado no DR n.º 121, 2ª Série, de 24/06/2022)  
26 deJaneiro
Rastreio Gratuito do Cancro de Mama

Rastreio Gratuito do Cancro de Mama

A Liga Portuguesa Contra o Cancro - Núcleo Regional do Sul (LPCC-NRS), em parceria com o Serviço Nacional de Saúde (SNS) anuncia a continuidade do Rastreio do Cancro de Mama, no Município do Gavião. O rastreio estará disponível na Unidade Móvel da LPCC de 29 de janeiro a 5 de fevereiro, junto ao Centro de Saúde. As mulheres do município, elegíveis para o rastreio (50-69 anos), vão poder contar com uma equipa técnica especializada na área do cancro da mama e com equipamentos digitais novos que potenciam uma melhor qualidade do diagnóstico. Sobre o rastreio O rastreio é de base populacional, para mulheres entre os 50 e os 69 anos, com os seguintes requisitos: 1)       Sem qualquer alteração na mama – sem sintomas; 2)       Sem próteses mamárias; 3)       Não realizou mastectomia; 4)       Nunca teve cancro da mama. Cada mulher deverá realizar este rastreio de 2 em 2 anos. No Núcleo Regional do Sul, teve início em 1997 e, gradualmente, foi sendo feito o seu alargamento. Até hoje, já se realizaram cerca de 5 milhões de mamografias a nível nacional e cerca de 1 milhão de mamografias na região Sul. De acordo com um inquérito lançado pela LPCC-NRS em 2023, 98,8% das utentes do Rastreio do Cancro da Mama sentiram-se satisfeitas ou muito satisfeitas com o serviço prestado. A LPCC-NRS garante todos os procedimentos de segurança e higienização diariamente para manter o bom funcionamento das unidades móveis durante o rastreio. [audio wav=\"https://www.cm-gaviao.pt/wp-content/uploads/2024/01/20240117_liga_portuguesa_contra_o_cancro_-_spot_radio_nacional.wav\"][/audio] Conheça neste filme, a experiência da Judite, uma das nossas utentes e saiba mais sobre o processo em https://www.ligacontracancro.pt/rcm-q-a/ https://www.youtube.com/watch?v=0314f8ZnQbk&list=PL2Ld7uhMJ-vVX7Vlxedk3IOEal47c9Pc3&index=6 Folheto com Informações Úteis disponível para impressão: DESCARREGUE AQUI
17 deJaneiro
Eventos
+3