Fotografias do Municipio

  • Atalaia

    Atalaia

  • Atalaia - Ribeira de Alferreira

    Atalaia - Ribeira de Alferreira

  • Belver - Anta do Penedo Gordo

    Belver - Anta do Penedo Gordo

  • Belver - Anta do Penedo Gordo

    Belver - Anta do Penedo Gordo

  • Belver - Anta do Penedo Gordo

    Belver - Anta do Penedo Gordo

  • Belver - Castelo

    Belver - Castelo

  • Belver - Castelo

    Belver - Castelo

  • Belver - Castelo

    Belver - Castelo

  • Belver - Castelo

    Belver - Castelo

  • Belver - Miradouro do Outeirinho

    Belver - Miradouro do Outeirinho

  • Belver - Ponte sobre o Rio Tejo

    Belver - Ponte sobre o Rio Tejo

  • Comenda - Capela Nossa Senhora das Necessidades

    Comenda - Capela Nossa Senhora das Necessidades

  • Comenda - Parque de Merendas

    Comenda - Parque de Merendas

  • Comenda - Parque de Merendas

    Comenda - Parque de Merendas

  • Gavião - Alamal

    Gavião - Alamal

  • Gavião - Alamal (foto de Luiz Alexandre)

    Gavião - Alamal (foto de Luiz Alexandre)

  • Gavião - Largo do Município

    Gavião - Largo do Município

  • Gavião - Pelourinho

    Gavião - Pelourinho

  • Margem - Busto Mouzinho da Silveira

    Margem - Busto Mouzinho da Silveira

  • Margem - Monte dos Pereiros - Fonte

    Margem - Monte dos Pereiros - Fonte

  • Atalaia - Fonte de Santo António

    Atalaia - Fonte de Santo António

  • Atalaia - Ribeira de Alferreira

    Atalaia - Ribeira de Alferreira

  • Atalaia - Ribeira das Barrocas

    Atalaia - Ribeira das Barrocas

  • Belver - Ribeira de Belver

    Belver - Ribeira de Belver

  • Belver - Ribeira de Canas

    Belver - Ribeira de Canas

  • Belver - Ribeira de Eiras

    Belver - Ribeira de Eiras

  • Comenda - Cegonhas

    Comenda - Cegonhas

  • Comenda - Vale de Grou - Fonte

    Comenda - Vale de Grou - Fonte

  • Comenda - Ribeira do Sor

    Comenda - Ribeira do Sor

  • Comenda - Ribeira do Sor

    Comenda - Ribeira do Sor

  • Comenda - Ribeira do Sor

    Comenda - Ribeira do Sor

  • Gavião - Alamal

    Gavião - Alamal

  • Gavião - Alamal - Passadiço

    Gavião - Alamal - Passadiço

  • Gavião - Coreto

    Gavião - Coreto

  • Gaviao - Largo do Municipio

    Gaviao - Largo do Municipio

  • Gavião - Ribeira da Represa

    Gavião - Ribeira da Represa

  • Gavião - Rio Tejo

    Gavião - Rio Tejo

  • Gavião - Termas da Fadagosa

    Gavião - Termas da Fadagosa

  • Margem - Rebanho de ovelhas

    Margem - Rebanho de ovelhas

  • Margem - Ribeira do Sor

    Margem - Ribeira do Sor

  • Margem - Vale da Madeira - Fonte

    Margem - Vale da Madeira - Fonte

  • Margem - Vale de Bordalo

    Margem - Vale de Bordalo

  • Gaviao - Largo do Municipio

    Gaviao - Largo do Municipio

  • Atalaia - Fonte de Santo António

    Atalaia - Fonte de Santo António

  • Atalaia - Moinho Ribeira das Barrocas

    Atalaia - Moinho Ribeira das Barrocas

  • Atalaia - Queda de água no açúde do moinho na Ribeira Alferreira

    Atalaia - Queda de água no açúde do moinho na Ribeira Alferreira

  • Atalaia - Ribeira da Alferreira

    Atalaia - Ribeira da Alferreira

  • Belver - Avi-fauna - paisagem do Rio Tejo

    Belver - Avi-fauna - paisagem do Rio Tejo

  • Belver - Barragem de Belver - Vista do Cabeço do Pintalgaio

    Belver - Barragem de Belver - Vista do Cabeço do Pintalgaio

  • Belver - Ribeira da Areia

    Belver - Ribeira da Areia

  • Belver - Ribeira de Belver

    Belver - Ribeira de Belver

  • Belver - Ribeira de Canas

    Belver - Ribeira de Canas

  • Comenda - Paisagens

    Comenda - Paisagens

  • Comenda - Paisagens

    Comenda - Paisagens

  • Comenda - Ribeira do Sor

    Comenda - Ribeira do Sor

  • Gavião - Largo do Município

    Gavião - Largo do Município

  • Gavião - Passadico do Alamal

    Gavião - Passadico do Alamal

  • Fotos do Concelho - Diversas 201401

    Fotos do Concelho - Diversas 201401

  • Fotos do Concelho - Diversas 201401

    Fotos do Concelho - Diversas 201401

  • Gavião - Praia Fluvial do Alamal

    Gavião - Praia Fluvial do Alamal

  • Gavião - Praia Fluvial do Alamal

    Gavião - Praia Fluvial do Alamal

  • Gavião - Ribeira do Malufe

    Gavião - Ribeira do Malufe

  • Margem - Fonte Velha em Vale de Bordalo

    Margem - Fonte Velha em Vale de Bordalo

  • Margem - Ribeira do Sor

    Margem - Ribeira do Sor

  • Rio Tejo

    Rio Tejo

contact 1
 
Apoio ao Munícipe  
241 639 070
 
Sugestões Para: 
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 

PR3: No Remanso da Ribeira da Venda - Comenda

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 001

O percurso pedestre “No Remanso da Ribeira da Venda – Comenda” é um percurso pedestre de pequena rota. É um percurso circular com uma extensão de 17 Km, que começa e acaba, no centro da aldeia de Comenda, que em tempos ido era conhecida por Castelo Cernado, ou simplesmente por Castelo.
Saindo do casario, seguimos pelo Caminho das Quintas em direção a um dos locais mais antigos da freguesia: o Vale de Grou. Aqui chegados, podemos refrescar-nos nas frescas águas que correm abundantemente durante todo o ano, nas duas bicas da fonte. Saciada a sede, passamos pelo Santuário da Nossa Senhora das Necessidades, santa milagreira, adorada pelas devotas gentes de Comenda.

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 002

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 003

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 004

Com os afloramentos rochosos do ribeiro da Cabeça Cimeira, conhecido ainda por ribeiro do Vale de Grou, já à vista, seguimos em direção ao Monte da Ferraria Fundeira. Passando ao lado do Monte, percorremos o caminho existente ao longo do curso da ribeira, que nos há – de levar até à ponte romana do Parque de Merendas da Ribeira da Venda, um oásis nesta planície. Nos dias de calor, a frescura do choupal e os banhos nas águas frescas da ribeira, fazem as delícias das gentes de toda uma vasta região. Logo ali, encontramos a primeira de muitas sepulturas antropomórficas existentes ao longo deste percurso.
Continuando a seguir o serpentear da Ribeira da Venda, rumo a poente, eis – nos chegados aos limites de uma das maiores herdades existentes na região: - a Herdade das Polvorosas. Um enorme penedo de granito, conhecido das gentes locais, pelo nome da Laje do Gato dá-nos as boas vindas.

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 005

Fonte de S. João - Vale da Feiteira

 

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 006

Fonte Nova - Comenda


Seguindo por entre fetos, estevas e salgueiros, à sombra de extenso montado, um estreito carreiro leva-nos até à ponte do Vale das Colmeias, também conhecida por ponte do Braçal. Ponte antiga, de alvenaria de pedra com enormes lajes a servir de tabuleiro, construída pelas mãos calejadas de hábeis mestres deste ofício.    
Ponte que durante gerações e gerações, fez a ligação das duas margens da ribeira da Venda, junto ao Monte do Braçal. Os mais antigos, dizem ser este um dos dois caminhos que ligavam a sede da freguesia, à sede do concelho. Aqui, podemos deliciar-nos, principalmente nos fins das tardes quentes de Verão, com um dos mais bonitos pôr-do-sol que alguma vez se imaginou encontrar.  
Passado este lugar de memórias e chegados ao alto das hortas do Poceirão, por entre o verde do arvoredo da charneca, avistamos as primeiras casas da pequena aldeia do Vale da Feiteira. Já no alto da Herdade do Vale da Arrabaça, eis que se nos abre de par-em-par, uma enorme janela para o Alentejo. O imenso montado de sobreiros e azinheiras espreguiça-se até onde a nossa vista alcança.Com toda a certeza, é um privilégio para qualquer um, contemplar uma das mais bonitas paisagens de todo o Alentejo.

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 007

Ponte do Vale das Colmeias - Monte do Braçal

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 008

Sepulturas antropomórficas - Herdade do Casal


Deliciados com este quadro, seguimos o nosso passeio. Chegamos à antiga estrada da estação da Cunheira, por onde se escoavam em tempos idos, as riquezas produzidos nestas terras de Comenda: - cereais, cortiça, lã, carvão, lenha, gado e o precioso azeite. Percorrido este caminho de terra batida, bordejado de flores de esteva e rosmaninho, entramos no largo solarengo da bonita aldeia do Vale da Feiteira. A fonte, a igreja de S. José e as casas baixas, marcam a ruralidade deste lugar.
Percorrido o povoado de ruas estreitas, não podendo deixar de passar pela fonte da Poça, rumamos de seguida à Herdade do Casal, ou não fosse este um lugar de herdades. As sepulturas antropomórficas, construções funerárias escavadas na rocha, e o silo neolítico existentes nesta herdade, são testemunho presente, de que o homem percorre estes campos desde há muitos, muitos séculos.
Um pouco mais à frente, podemos apreciar um conjunto de fornos de carvão, onde ainda hoje, se aproveita a generosidade da Natureza, usando técnicas ancestrais, saber que passou de avôs para netos. A fama dos carvoeiros da Comenda sempre foi reconhecida por esse Alentejo fora.
 Prestes a chegar novamente à Comenda, entrando agora pelo seu lado sul, podemos ainda apreciar a primeira fonte de abastecimento público de água que se conhece: a Fonte Velha, mais uma fonte de mergulho. Já nos arruamentos do núcleo urbano, passamos em frente da Igreja Matriz, junto ao Mercado Municipal e ainda, pelos diversos estabelecimentos do comércio tradicional. Por fim, sem deixar de visitar a Fonte Nova, eis-nos chegados novamente ao ponto de partida deste percurso.

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 009

Herdade do Vale de Grou

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 010

Santuário da N. Sr.a das Necessidades - Vale de Grou


Terminada a caminhada, é tempo de retemperar forças. E nada melhor para isso, seja à sombra das frondosas árvores do Parque de Merendas da Ribeira da Venda, seja nos acolhedores estabelecimentos de restauração existentes na freguesia, do que provar os variados pratos da gastronomia local, com destaque para os pratos de caça. Javali, lebre, coelho-bravo, perdiz, tordos ou pombo bravo, são espécies ainda abundantes por estas paragens.

20161107 pr3 no remanso da ribeira da venda comenda 011

Procissão em honra da N. Sr.a das Necessidades - Vale de Grou

COMENDA
Por volta dos séculos XVI – XVII há referências à existência de uma povoação junto da ribeira de Vale de Frio, nas proximidades da ponte romana, denominada Vila Franca. Não existem muitas referências a esse povoado. Na Memória Paroquial de 1759 diz-se “que antigamente ouve no destrito desta freguezia um povo chamado Villa Franca que estava ao pee de hu ribeiro que se chama valde frio cujo ribeiro corre da parte norte e também estava perto de hua ribeira chamada da venda de val de carneiro, da qual se falava no seu competente lugar”.
O primitivo nome era Freguesia de Nossa Senhora da Graça, curato com o título de reitoria da apresentação do Grão-Priorado do Crato (também seu donatário) no antigo termo de Belver, passando a denominar-se por Freguesia de Nossa Senhora da Graça da Comenda quando passou a ser comenda do Priorado do Crato.
Em 1757 tinha 93 fogos e apresentava ao Reitor dois moios de trigo, quarenta e cinco alqueires de centeio, uma pipa de mo0sto, cântaro e meio de azeite e dois mil réis em dinheiro.
Em 1839 aparece na Comarca de Tomar e em 1852 na Comarca de Nisa.
Em 1874, as descrições que eram feitas apontavam para 160 fogos, com a mesma côngrua de 1757 e como tendo Juiz de Vintena, isto é, tribunal de aldeia constituído por 20 vizinhos (homens).
Foi da Casa do Infantado.
“Por Decreto-Lei de 26 de Setembro de 1896 foi anexado ao concelho de Crato, por ter sido extinto o Concelho de Gavião. Voltou a pertencer ao Concelho de Gavião quando este foi restaurado em 1898” (CMG)
Em 1960 tinha 619 fogos e 2011 habitantes. Composta, então, pelos seguintes lugares: Carqueijosa, Castelo Cernado, Ferraria, Machoqueira, Outeiro, Polvorão, Polvorosas, Vale da Feiteira, Vale de S. João, Vale do Grou, Vale de Junes (Junco). E das herdades de Mato Brito e Gouveia.
Património Cultural Edificado: Igreja Matriz, Capela de N. Sr.ª das Necessidades, Capela de S. José (Vale da Feiteira), Capela de N. Sr.ª de Fátima (Ferraria), Ponte Romana da Ribeira da Venda, Sepulturas antropomórficas da Herdade do Casal e Ponte do Vale de Colmeias- Monte do Braçal.
Tem uma feira anual e Procissão em honra de Nossa Senhora das Necessidades, no Vale do Grou, no primeiro fim-de-semana de Setembro.

FICHA TÉCNICA:
Partida e chegada: Comenda
Coordenadas:  N 39º 24'6.96"   -   W 7º 46'51.63"
Âmbito: Desportivo, cultural, ambiental e paisagístico
Tipo de percurso: de pequena rota, em circuito, por caminhos rurais e tradicionais.  
Distância a percorrer: 17 Km
Duração do percurso: 6 a 8 horas.
Nível de dificuldade: baixo/médio.
Desníveis: pouco significativos.
Época aconselhada: todo o ano (condicionamentos meteorológicos conforme aviso)
Altitudes: cota mais alta - Comenda (Rua D. Delfina Pequito Rebelo): 272m; cota mais baixa - Ponte do Vale de Colmeias - Monte do Braçal: 218m

O PR3 "No Remanso da Ribeira da Venda - Comenda" é um percurso pedestre de pequena rota marcado, nos dois sentidos, segundo as normas da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal.

REGISTO E HOMOLGAÇÃO:

logo fcmp logo ferp


CUIDADOS ESPECIAIS E NORMAS DE CONDUTA:
- Seguir somente pelos trilhos sinalizados;
- Evitar barulhos e atitudes que perturbem a tranquilidade do local;
- Observar a fauna à distância preferencialmente com binóculos;
- Não danificar a flora;
- Não abandonar o lixo, levá-lo até um local onde haja serviço de recolha;
- Respeitar a propriedade privada;
- Não fazer lume;
- Não colher amostras de plantas ou rochas;
- Ser afável com os habitantes locais, esclarecendo quanto à actividade em curso e às marcas do PR;
- Fechar cancelas e portelos;

AVISO:
Ao fazer este percurso pedestre comunique com antecedência aos Bombeiros Municipais de Gavião para que estes estejam informados sobre a sua vinda.

CONTACTOS:
Câmara Municipal de Gavião: 241639070
Centro de Saúde: 241630010
Bombeiros Municipais: 241632122
G.N.R.: 241632222
Junta de Freguesia de Comenda: 245776166
Posto de Turismo: 241631210
Emergência SOS: 112

20161114 pr3 mapa a

Clique para ampliar

- Folheto Informativo

 

FaLang translation system by Faboba
© 2012 Município do Gavião Todos os Direitos Reservados