Eventos

Qua. Nov. 22
Comemorações do 23 de Novembro
Qui. Nov. 23
Comemorações do 23 de Novembro
Qui. Nov. 23 | horas: 08:00 -
Feira Rural
Qui. Nov. 23 | horas: 17:00 -
Teatro Com Certeza Sr. Ministro
Sex. Nov. 24
Comemorações do 23 de Novembro
Sex. Nov. 24 | horas: 08:00 -
Feira Rural
Sáb. Nov. 25
Comemorações do 23 de Novembro
Sáb. Nov. 25 | horas: 08:00 -
Feira Rural
Dom. Nov. 26
Comemorações do 23 de Novembro
Dom. Nov. 26 | horas: 08:00 -
Feira Rural

ver mais [+]

Fotografias do Municipio

  • Atalaia

    Atalaia

  • Atalaia - Ribeira de Alferreira

    Atalaia - Ribeira de Alferreira

  • Belver - Anta do Penedo Gordo

    Belver - Anta do Penedo Gordo

  • Belver - Anta do Penedo Gordo

    Belver - Anta do Penedo Gordo

  • Belver - Anta do Penedo Gordo

    Belver - Anta do Penedo Gordo

  • Belver - Castelo

    Belver - Castelo

  • Belver - Castelo

    Belver - Castelo

  • Belver - Castelo

    Belver - Castelo

  • Belver - Castelo

    Belver - Castelo

  • Belver - Miradouro do Outeirinho

    Belver - Miradouro do Outeirinho

  • Belver - Ponte sobre o Rio Tejo

    Belver - Ponte sobre o Rio Tejo

  • Comenda - Capela Nossa Senhora das Necessidades

    Comenda - Capela Nossa Senhora das Necessidades

  • Comenda - Parque de Merendas

    Comenda - Parque de Merendas

  • Comenda - Parque de Merendas

    Comenda - Parque de Merendas

  • Gavião - Alamal

    Gavião - Alamal

  • Gavião - Alamal (foto de Luiz Alexandre)

    Gavião - Alamal (foto de Luiz Alexandre)

  • Gavião - Largo do Município

    Gavião - Largo do Município

  • Gavião - Pelourinho

    Gavião - Pelourinho

  • Margem - Busto Mouzinho da Silveira

    Margem - Busto Mouzinho da Silveira

  • Margem - Monte dos Pereiros - Fonte

    Margem - Monte dos Pereiros - Fonte

  • Atalaia - Fonte de Santo António

    Atalaia - Fonte de Santo António

  • Atalaia - Ribeira de Alferreira

    Atalaia - Ribeira de Alferreira

  • Atalaia - Ribeira das Barrocas

    Atalaia - Ribeira das Barrocas

  • Belver - Ribeira de Belver

    Belver - Ribeira de Belver

  • Belver - Ribeira de Canas

    Belver - Ribeira de Canas

  • Belver - Ribeira de Eiras

    Belver - Ribeira de Eiras

  • Comenda - Cegonhas

    Comenda - Cegonhas

  • Comenda - Vale de Grou - Fonte

    Comenda - Vale de Grou - Fonte

  • Comenda - Ribeira do Sor

    Comenda - Ribeira do Sor

  • Comenda - Ribeira do Sor

    Comenda - Ribeira do Sor

  • Comenda - Ribeira do Sor

    Comenda - Ribeira do Sor

  • Gavião - Alamal

    Gavião - Alamal

  • Gavião - Alamal - Passadiço

    Gavião - Alamal - Passadiço

  • Gavião - Coreto

    Gavião - Coreto

  • Gaviao - Largo do Municipio

    Gaviao - Largo do Municipio

  • Gavião - Ribeira da Represa

    Gavião - Ribeira da Represa

  • Gavião - Rio Tejo

    Gavião - Rio Tejo

  • Gavião - Termas da Fadagosa

    Gavião - Termas da Fadagosa

  • Margem - Rebanho de ovelhas

    Margem - Rebanho de ovelhas

  • Margem - Ribeira do Sor

    Margem - Ribeira do Sor

  • Margem - Vale da Madeira - Fonte

    Margem - Vale da Madeira - Fonte

  • Margem - Vale de Bordalo

    Margem - Vale de Bordalo

  • Gaviao - Largo do Municipio

    Gaviao - Largo do Municipio

  • Atalaia - Fonte de Santo António

    Atalaia - Fonte de Santo António

  • Atalaia - Moinho Ribeira das Barrocas

    Atalaia - Moinho Ribeira das Barrocas

  • Atalaia - Queda de água no açúde do moinho na Ribeira Alferreira

    Atalaia - Queda de água no açúde do moinho na Ribeira Alferreira

  • Atalaia - Ribeira da Alferreira

    Atalaia - Ribeira da Alferreira

  • Belver - Avi-fauna - paisagem do Rio Tejo

    Belver - Avi-fauna - paisagem do Rio Tejo

  • Belver - Barragem de Belver - Vista do Cabeço do Pintalgaio

    Belver - Barragem de Belver - Vista do Cabeço do Pintalgaio

  • Belver - Ribeira da Areia

    Belver - Ribeira da Areia

  • Belver - Ribeira de Belver

    Belver - Ribeira de Belver

  • Belver - Ribeira de Canas

    Belver - Ribeira de Canas

  • Comenda - Paisagens

    Comenda - Paisagens

  • Comenda - Paisagens

    Comenda - Paisagens

  • Comenda - Ribeira do Sor

    Comenda - Ribeira do Sor

  • Gavião - Largo do Município

    Gavião - Largo do Município

  • Gavião - Passadico do Alamal

    Gavião - Passadico do Alamal

  • Fotos do Concelho - Diversas 201401

    Fotos do Concelho - Diversas 201401

  • Fotos do Concelho - Diversas 201401

    Fotos do Concelho - Diversas 201401

  • Gavião - Praia Fluvial do Alamal

    Gavião - Praia Fluvial do Alamal

  • Gavião - Praia Fluvial do Alamal

    Gavião - Praia Fluvial do Alamal

  • Gavião - Ribeira do Malufe

    Gavião - Ribeira do Malufe

  • Margem - Fonte Velha em Vale de Bordalo

    Margem - Fonte Velha em Vale de Bordalo

  • Margem - Ribeira do Sor

    Margem - Ribeira do Sor

  • Rio Tejo

    Rio Tejo

contact 1
 
Apoio ao Munícipe  
241 639 070
 
Sugestões Para: 
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 

Fogo aterroriza Gavião

20170830 fogo aterroriza gaviao 001

 

Pela segunda vez este verão, o inverno desceu à terra e o fogo voltou a aterrorizar a população do concelho de Gavião. Foram vários dias de terror para uma terra e uma comunidade que olha com tristeza para o seu território, que já tem mais de 10 mil hectares ardidos, principalmente na freguesia de Belver, a mais fustigada pelas chamas. Respirar de alívio só no domingo, apesar de a Protecção Civil continuar no terreno, prevenindo assim mais surpresas desagradáveis.

Com o concelho de Mação praticamente destruído pelos vários incêndios de que já foi palco este verão, as chamas desta vez vieram do Rosmaninhal e entraram no concelho de Gavião com uma violência tremenda, consumindo hectares e hectares de terreno, e levando o pânico à freguesia de Belver. Cadafaz, Torre Cimeira e Torre Fundeira foram imediatamente evacuadas, com os seus habitantes a serem conduzidos para o Centro de Cultura e Convívio de Torre Cimeira, para o Centro Social Belverense e para a Misericórdia de Gavião.

20170830 fogo aterroriza gaviao 002

20170830 fogo aterroriza gaviao 003

O combate às chamas mobilizou de imediato centenas de operacionais e vários meios aéreos, mas o incêndio, que chegou a ter três frentes, galgou o Tejo e chegou muito perto do coração da vila.
Recordando o momento em que as chamas tomaram de assalto Belver, chegando mesmo a cercar o Castelo, a presidente da Junta de Freguesia, Martina de Jesus, fala «num inferno total», numa nuvem de fumo «brutal», que tornou o ar completamente irrespirável. A autarca fala em momentos de pânico e desabafa que, na hora mais crítica, faltaram meios aéreos que pudessem minorar os estragos.
A GNR cortou as estradas e o presidente da Câmara de Gavião, José Pio, assistia inconsolável à repetição deste cenário de terror. Ainda na tarde de sexta-feira, o edil activou o Plano de Emergência Municipal, disponibilizando todos os meios para o combate às chamas. Ladeado pelo vice-presidente, António Severino, o autarca recebeu ainda durante a tarde a visita da presidente da Câmara de Nisa, Idalina Trindade, que partilhou consigo a terrível experiência dos incêndios do final de Julho, e ainda o deputado Luís Testa, que mais uma vez vestiu a camisola de Governador Civil, estabelecendo um intercâmbio com o Ministério da Administração Interna (MAI), que se revelou decisivo na disponibilização de meios para o combate às chamas no concelho de Gavião.

20170830 fogo aterroriza gaviao 004

Também o Governo marcou presença no território, visitando o Posto de Comando, que transitou na sexta-feira de Domingos da Vinha para junto do Quartel de Bombeiros de Gavião, que acolheu também uma equipa da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejo (ULSNA), que instalou no quartel um Hospital a funcionar 24 horas por dia.
Na noite de sexta-feira, o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, esteve no Posto de Comando, deu um abraço solidário ao presidente do Município, ao CODIS, Rui Conchinha, e ao comandante dos Bombeiros de Gavião, Francisco Louro, que tinham vivido um dia verdadeiramente alucinante e aterrador, travando uma batalha terrível com as chamas.

20170830 fogo aterroriza gaviao 005

Poucas horas antes da chegada do membro do Governo, as chamas tinham mesmo cercado o bairro junto ao Jardim do Cruzeiro, bem no coração da vila. Com os seus quintais a arder, os residentes temeram o pior e, juntamente com populares, auxiliaram os bombeiros e atacaram as chamas, evitando assim uma tragédia maior. Foi um dos momentos mais delicados deste fim-de-semana para a população de Gavião que, mesmo consciente da dimensão do fogo, não esperava uma investida tão forte junto às casas.
O fumo encheu toda a vila, as pessoas começaram a sair das suas habitações e os seus rostos eram o espelho do medo...
pelos seus bens e pelas suas vidas. A acção dos soldados da paz, assistidos por vários meios aéreos, foi decisiva e o fogo acabou por ser conduzido pelo vento à volta das casas, rumando depois em direcção ao território da freguesia de Atalaia, onde nunca chegou, acabando essa frente por perder força durante a noite, tendo sido extinta no dia seguinte.
Na verdade, e para quem dormiu, o Gavião acordou sábado com uma realidade bem menos assustadora, mas um cenário verdadeiramente desolador e o seu território completamente massacrado.

20170830 fogo aterroriza gaviao 006

José Pio mostrou-se sempre revoltado com a situação e por várias vezes afirmou que «isto é obra de mão criminosa», pois «só isso explica uma impensável projecção com cerca de dois quilómetros».
«Do sítio onde o incêndio estava para onde saltou e veio pegar são cerca de dois quilómetros. Não acredito, neste caso, em projecções, acredito que haja dispositivos colocados em sítios estratégicos», frisou o presidente da Câmara, sublinhando que as autoridades foram apanhadas de surpresa.
«Não havia operacionais deste lado do Tejo», acrescentou.
O edil deu ainda conta de um «desgaste brutal» por parte dos bombeiros, uma vez que alguns deles vieram directamente do incêndio do concelho de Mação, e confirmou ferimentos ligeiros em cinco bombeiros e dois populares no âmbito deste fogo.


Chamas consomem telhado

20170830 fogo aterroriza gaviao 011

No sábado e já com os populares a poderem regressar às suas casas, o clima era ainda de algum receio mas, acima de tudo, de tristeza. Em Torre Cimeira e Torre Fundeira, os residentes estavam incrédulos, depois de dois incêndios que praticamente destruíram toda a área florestal da freguesia de Belver.
Em Torre Cimeira, Joaquim Martins e a família, que há vários anos trocou Carnide pela terra que os viu nascer, mostravam-se desolados. «Isto arde tudo, estamos cansados», referiram ao nosso jornal, numa conversa em que destacaram o trabalho dos bombeiros, «pois só a sua acção evitou o pior».
Na mesma localidade registou-se a única habitação destruída pelas chamas. João e Carminda Matos tinham sido evacuados quando o incêndio invadiu a sua casa, consumindo grande parte do telhado. «Foi um susto enorme», diz João Matos, rodeado pelas paredes carbonizadas do sótão.
Ainda durante a manhã de sábado, José Pio, António Severino e Martina de Jesus visitaram esta família, manifestaram a sua solidariedade, e o presidente do Município deu a garantia de que, logo no início da semana, a casa seria avaliada pela arquitecta da Câmara, para que se procedesse a uma rápida intervenção.


Condições climatéricas foram o inimigo

20170830 fogo aterroriza gaviao 021

Apesar das suspeitas de mão criminosa, um dos grandes dramas deste incêndio de Gavião foram as altas temperaturas que se fizeram sentir e, simultaneamente, os ventos fortes que surgiam principalmente a partir do meio da tarde. Já com o fogo praticamente controlado, o Comandante Distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Portalegre, Rui Conchinha, mostrava-se ainda assim apreensivo, principalmente porque o controlo deste incêndio «foi sempre muito subjectivo».

20170830 fogo aterroriza gaviao 022

20170830 fogo aterroriza gaviao 023

Ladeado por José Realinho, comandante da Força Especial de Bombeiros (FEB), o CODIS revelou que este incêndio ficou marcado por «reactivações sistemáticas e muito violentas», que «exigiram sempre um empenhamento constante de meios aéreos e terrestres».
O incêndio que ensombrou o concelho de Gavião ao longo deste fim-de-semana envolveu centenas de operacionais e viaturas de todo o País, e chegou a contar com cerca de uma dezena de meios aéreos. Foi dado como dominado por volta das 19 horas de sábado, mas continuou com cerca de 500 operacionais e quatro aeronaves no território. O mesmo aconteceu em Mação que, à mesma hora, já não tinha quaisquer frentes activas, mas mantinha no concelho várias centenas de operacionais e viaturas.

20170830 fogo aterroriza gaviao 024

20170830 fogo aterroriza gaviao 025

20170830 fogo aterroriza gaviao 026


Festas canceladas

Na sequência do incêndio, o Clube Desportivo Belverense decidiu cancelar a Festa das Santas Relíquias, que devia decorrer ao longo deste fim-de-semana. Apesar deste sinal de respeito, a organização, que não tinha quaisquer motivos para celebrar, manteve o seu espírito solidário, disponibilizando bebidas frescas e oferecendo dois porcos assados à população e aos bombeiros que estiveram no combate às chamas.


Alamal evacuado

20170830 fogo aterroriza gaviao 041

Foi na tarde de sexta-feira que as chamas galgaram o Tejo, obrigando também à evacuação de um dos ex-líbris do concelho de Gavião. O pânico instalou-se no Alamal, que estava cheio de famílias, que foram completamente surpreendidas pela velocidade com que o fogo saltou para a margem sul do Rio.
«Em minutos as chamas passaram o Tejo e pousou aqui um helicóptero. Foi aí que deram a ordem de evacuação e se gerou o pânico, pois havia muita gente, incluindo crianças», recordam Diogo Fernandes e Clara Delgado, funcionários do Bar do Alamal. Diogo refere que, juntamente com um grupo de cerca de uma dezena de pessoas, auxiliou os bombeiros no combate, inclusivamente às chamas que consumiam o passadiço, e revela ainda que, já durante a noite e com as chamas apagadas, a queda de uma árvore bloqueou a estrada, impossibilitando assim que os funcionários do Bar, alguns bombeiros e populares pudessem regressar à vila. Bombeiros, GNR e uma máquina do Município foram mobilizados para desbloquear a via. Apesar do cenário de destruição, no sábado foi já possível regressar a banhos na Praia Fluvial do Alamal.


Mais de 150 cabras salvas

20170830 fogo aterroriza gaviao 051

Mais de centena e meia de cabras foram salvas das chamas em Torre Cimeira, depois de terem sido mobilizadas para junto da sede do Centro de Cultura e Convívio. Com o fogo a aproximar-se, também este rebanho comunitário foi evacuado, uma atitude que acabou por assegurar a sobrevivência dos animais, uma vez que o local onde estavam acabou por ser consumido pelas chamas.

Fonte: www.jornalaltoalentejo.com

Agricultura promete ajuda

 

FaLang translation system by Faboba
© 2012 Município do Gavião Todos os Direitos Reservados
ブランドコピー スーパーコピーブランド コピーブランド ブランドバッグコピー ブランドコピー時計 ブランドコピー財布